22 de agosto de 2009

Pessoas são levadas para bordo de naves extraterrestres durante o sono

Experiências de abdução estão sendo relatadas por moradores de Sidney (Austrália), de todas as profissões e classes sociais. Advogados, doutores, jardineiros e professores contam histórias semelhantes. A maior parte realmente nunca teve qualquer interesse em UFOs e afins. Um político acredita que foi raptado e flutuou para um UFO, do seu dormitório. Ouvem-se as mesmas descrições, repetidas vezes, de pessoas que afirmam terem flutuado por cima de subúrbios e uma área na região de Blue Mountains [Montanhas Azuis], onde um UFO-laboratório paira sobre a redondeza. Uma pirâmide ímpar e a mobília em forma arredondada estariam na sala operacional. A maior parte diz que é deixada em uma espécie de plataforma, antes de ser levado da mesa cirúrgica.
Os seres, vestidos em mantos brancos, são mencionados em muitas situações efetuando procedimentos de anal probing [sondagem anal] estereotípica. Segundo o pesquisador Michael Cohen, não haveria razão para que tamanha quantidade de indivíduos imaginasse ou sonhasse com tais ações alienígenas. A maior parte dos supostos abduzidos jura que eram completamente ignorantes do assunto antes da sua experiência. Descrevem flutuarem sozinhos nas suas casas, por janelas abertas e sobre ruas. Não há nunca nenhuma barra ou grades nos dormitórios. Uma grande porcentagem das possíveis abduções ocorreu com pessoas sozinhas, onde não há mais ninguém que poderia sentir ou verificar sua ausência na madrugada. Os raptos seriam feitos no silêncio da noite e sem testemunhas, durante o verão da Austrália, coincidentemente ou não, época em que realmente se dorme com janelas abertas. Investigações estão sendo realizadas sobre as ocorrências.

FONTE

1 comentários:

carlos disse...

Há que se diferenciar abdução de corpo material ou corpo astral. Pelos relatos caracteriza-se abdução de corpo astral onde a pessoa sai do corpo em espírito e retorna lembrando de tudo que ocorreu. Normal, os jardineiros do espaço nos acompanham desde sempre. Há relatos parecidos com esses na época 505A.C. e muitos outros como Enoche na Bíblia